Rádio Panorama








EMPREENDA COM SUCESSO!









Parece porque é

05/06/2019

Por Misa Ferreira

Nem sempre, gente, nem sempre. Deveria ser. Esta frase ?parece porque é? de Edgar Allan Poe ilustra um dos capítulos do meu trabalho de conclusão do curso de Letras.

Nem sempre, gente, nem sempre. Deveria ser. Esta frase “parece porque é” de Edgar Allan Poe ilustra um dos capítulos do meu trabalho de conclusão do curso de Letras. Aliás, não querendo ser narcisista, mas sendo porque sou, é um dos trabalhos mais procurados para pesquisa na “Academia Edu”, um site eletrônico para acadêmicos usado para compartilhar artigos. Muitas pessoas do Brasil e do mundo inteiro procuram pelo meu trabalho: “Edgar Alan Poe, o estranho que escreveu sua vida em contos de terror”.

Mas voltando ao início ou ao título deste artigo, o fato é que nem sempre o que parece é. Isso me faz lembrar um comentário de minha irmã sobre o filme “Beleza americana”, de 1999. Brilhantemente ela me disse: o que este filme fantástico mostra é que: o que é não parece e o que parece não é. Cada personagem fazia jus a este comentário de minha irmã. A garota que se mostrava atirada e sedutora, na verdade era virgem e tinha medo de sexo. Sua amiga, calada e tímida, se mostrava nua para o vizinho que a admirava pelo binóculo. O rapaz vizinho que era usuário de drogas era um sujeito inteligente, sensível e bom. Seu pai, que era um machista aposentado do exército, na verdade era homossexual. Um filme dramático que mostra o avesso das coisas. 

No mundo real, na vida real é muito difícil viver autenticamente, mas nem tanto não é? Ser alguém e parecer o oposto do que se é? Não, não é possível. Bem, as pessoas são por dentro e não por fora, sempre soubemos disso. É comum a gente ficar encantada com tal e tal pessoa porque é educada e fina e às vezes é só por fora. Boas maneiras e etiqueta nunca garantiram bom caráter. Uma pessoa bem verdadeira pode me machucar, mas eu prefiro a verdade a ser adulada por corruptos e falsos. Não me iludo, sei que a luta diária para ter beleza interior ou virtudes é uma árdua luta sem fim. Levaremos a vida toda caindo sete vezes ao dia. É só levantar e começar tudo de novo como uma criança.  

Deveríamos ser e parecer o que somos. Enfim, concordo com a frase do Poe. Se pareço feliz é porque sou feliz. Se pareço triste é porque é algo me deixou triste. Se pareço insegura é porque sou insegura. Alguém achou que não?

Enfim, vamos melhorando ...   

Misa Ferreira

Aposentada, Misa descobriu o prazer da literatura e passou a escrever contos e crônicas. É formada em Letras pela FEPI Centro Universitário e pós-graduada em Literatura pela Unitau. Escreveu e publicou os livros: Demência, o resgate da ternura (autobiográfico) /Santas mentiras (Crônicas) /Dois anjos e uma menina (infantil) /Estranho espelho e outros contos, além da coluna "Verbo Inverso".


Voltar



Anuncie   •   Assine o newsletter   •   Contribua com conteúdo   •   Fale conosco

© 2010 CONEXÃO ITAJUBÁ - Site desenvolvido por B2ML Sistemas utilizando o sistema de gerenciamento de conteúdos b2mlportal.