Rádio Panorama








EMPREENDA COM SUCESSO!









Não nascemos para ser passageiros.

04/04/2019

Por Jarbas Mattos

Já ouvi pessoas comparando a vida a um trem. É uma bela alegoria.

Mas se admitirmos seguir os trilhos que não criamos, estaremos aceitando o destino comum. Eu prefiro entender que nós teremos que construí-los, para não termos a falsa impressão de que o trem está viajando, quando na verdade está parado na estação da inércia, ou nos arrastando como um simples vagão, que não tem direção própria.

Todos os nossos conceitos e as decisões de ontem e de hoje reaparecerão no futuro em forma de destino. Portanto, ele não está escrito. Herdamos a nós próprios.

Não é mais admissível culparmos o futuro apelidando-o de destino.

É essencial conquistar a autoridade do saber, que nos confere o direito de saltar do vagão e assumir o lugar de maquinista.

Não nascemos para ser passageiro.

Não são as paisagens que devem passar por nós, nós é que temos que passar por elas.

Que sejamos nós os condutores desse trem, que deverá seguir a direção dos nossos mais elevados propósitos.

Que sejamos formadores conscientes da estrada de ferro da nossa vida, sabedores de que a imortalidade está na viagem, porque a evolução não encerra em nenhuma estação de chegada.

Que sejamos generosos ao parar em cada estação de passagem, para olhar as pessoas, estender a mão e apontar o norte. Sempre existirão os que estão prontos para aprender uma nova direção, porque sonham com a linda viagem chamada existência.

Jarbas Mattos

É administrador, empresário, consultor na área de desenvolvimento do potencial humano e docente da Fundação Logosófica. É profundo investigador dos segredos da mente e dos conhecimentos superiores que envolvem o sentido da existência.Coluna "Reflexões Sobre a Vida".


Voltar



Anuncie   •   Assine o newsletter   •   Contribua com conteúdo   •   Fale conosco

© 2010 CONEXÃO ITAJUBÁ - Site desenvolvido por B2ML Sistemas utilizando o sistema de gerenciamento de conteúdos b2mlportal.