Rádio Conexão Itajubá









EMPREENDA COM SUCESSO!









Golpe do boleto falso chega a Itajubá

06/12/2017

Por Bill de Souza

Atenção empresário do varejo e da área de serviços de Itajubá: muito cuidado com um golpe que se torna cada vez mais sofisticado – o boleto falso. Em geral, eles chegam por e-mail e solicitam o pagamento imediato do documento; em alguns casos, oferecem desconto. Também ameaçam, caso o pagamento não seja efetuado, o registro nos serviços de proteção ao crédito e o protesto.

 

Apesar de estarem mais elaborados, é possível identificar quando um boleto é falso. Em primeiro lugar, os endereços de e-mail vêm sempre com domínios que não correspondem ao fornecedor e são relacionados ao departamento financeiro. Dois exemplos identificados e reais: @avisofinanceiro.com.br e @siscobranca.com.br.

 

Há outras formas de identificar o boleto falso, mas, caso ainda tenha dúvidas, basta entrar no site do banco e gerar a segunda via do boleto. Como geralmente os falsários “quebram” o código de barras, inutilizando-a, o caminho é verificar a linha digitável do boleto. Perceberá que os números utilizados são diferentes porque usam um número de banco e conta dos criminosos.

 

Outro caminho seguro, em caso de suspeita, é entrar em contato com o emitente do boleto para checar o seu envio e as informações nele contidas. Confira abaixo outras dicas para se evitar problemas com os boletos falsos.

 

 

COMO IDENTIFICAR UM BOLETO FALSO

  • Checar sempre o remetente e o corpo do e-mail: as mensagens sempre abordam a mesma coisa – oferecem desconto, o pagamento precisa ser imediato e ameaça de protesto e registro nos serviços de proteção ao crédito.
  • Sempre mandam o boleto em anexo ao e-mail, o que não é comum.
  • Ao abrir o boleto, verificar os seguintes dados: se está correto o número do banco e se na linha digitável tem os dados da conta do cedente e o número do boleto. Isso porque, com certeza, alguns dados reais estarão corretos – os criminosos pegam os dados reais de uma nota fiscal emitida, onde terá os dados do fornecedor (cedente) e do cliente (sacado).
  • Checar se existe nota fiscal que corresponde ao boleto recebido.
  • Na dúvida, entrar no site do banco emitente do boleto e tentar, com a linha digitável, a segunda via do boleto.
  • Se tiver, conferir os dados dos dois boletos (o que chegou por e-mail) e a segunda via. Em geral, as informações serão diferentes – o que mostra que o boleto é falso.

·         Para bancos que não oferecem o serviço de segunda via do boleto, a melhor dica é entrar em contato com o fornecedor (cedente).

 

 

 


Fonte: Agência Contexto


Voltar



Anuncie   •   Assine o newsletter   •   Contribua com conteúdo   •   Fale conosco

© 2010 CONEXÃO ITAJUBÁ - Site desenvolvido por B2ML Sistemas utilizando o sistema de gerenciamento de conteúdos b2mlportal.