Rádio Panorama








EMPREENDA COM SUCESSO!









Início do ano letivo. os alunos voltam para Itajubá e movimentam a economia da cidade

22/02/2019

Por Prof. Dr. André Luiz Medeiros, Prof. Dr. Moisés Diniz Vassallo, Prof. Dr. Victor Valério

Educação financeira

Que a presença de uma universidade pública e gratuita em Itajubá traz inúmeros benefícios sociais é indiscutível. A Universidade Federal de Itajubá forma profissionais capacitados que contribuem com o aumento da produtividade dos serviços e da indústria do Brasil e do mundo.

Saem da nossa universidade profissionais capacitados e que atingem posições de destaque na produção e gestão em diversas empresas e no setor público. Além de todos os benefícios sociais resultantes do provimento de uma educação de qualidade e gratuita a UNIFEI também movimenta a economia de nossa cidade.

Sempre esteve no imaginário da população itajubense que os estudantes consomem no comércio da cidade, no setor de serviços e geram empregos com os serviços que demandam, alguns que por sinal sobrevivem apenas atendendo a este público.

No ano de 2018 um grupo de professores do Instituto de Engenharia de Produção e Gestão (IEPG-UNIFEI) decidiu desenvolver um projeto de pesquisa para mensurar os impactos econômicos da universidade no município de Itajubá, no estado de Minas Gerais e no Brasil.

Em abril deste ano, os professores haviam lançado uma pesquisa sobre o assunto por meio de link que continha um questionário a ser respondido, motivando os alunos a participarem para que o trabalho trouxesse resultados precisos e confiáveis. As respostas foram tratadas de forma sigilosa e não divulgadas, de forma desagregada ou com dados pessoais associados.

Com base em informações das atividades da Universidade, obtidas do portal de Transparência do Governo Federal e fornecidas pela Pró-Reitoria de Administração, somadas a pesquisas diretas realizadas com servidores e alunos, foi possível estimar os impactos diretos. Aplicando uma técnica quantitativa chamada de análise de insumo-produto, foi possível estimar os impactos indiretos e induzidos da atividade sobre as seguintes variáveis: geração de valor adicionado (PIB) setorial e regional; geração de empregos formais e informais e aumento da arrecadação de impostos indiretos líquidos.

Com base em informações administrativas das atividades da Unifei somadas a pesquisas diretas realizadas com servidores e alunos, foi possível estimar os impactos econômicos da atividade sobre as seguintes variáveis: geração de valor adicionado (PIB) setorial e regional, geração de empregos formais e informais e aumento da arrecadação de impostos indiretos líquidos.

O estudo mostrou que a Unifei é responsável por 4.759 empregos em Itajubá, o que equivale a 16,9% das pessoas ocupadas no município. O valor movimentado em todos os setores da cidade soma mais de R$ 186 milhões. De toda a renda gerada na cidade, mais de R$ 122 milhões estão associados à Universidade, ou seja, 4,5% do PIB de Itajubá.

O estudo também revela que o setor imobiliário recebe R$ 25 milhões de renda dos alunos e R$ 12 milhões de servidores. Os mesmos alunos da Unifei promovem gastos da ordem de R$ 12 milhões nos supermercados da cidade, os servidores, por sua vez gastam cerca de R$ 15 milhões por ano nestes estabelecimentos. O setor de saúde privada, em Itajubá, recebe R$ 11,1 milhões devido a gastos de alunos e servidores.

Empresas do ramo de alimentação fora do domicílio faturam R$ 17 milhões graças à presença da Unifei e o setor de educação privada movimenta R$ 9,6 milhões, considerando os gastos de alunos e servidores. Lojas de varejo recebem R$ 18,4 milhões deste público relacionado com a Unifei e com as compras da própria universidade.

No Brasil como um todo, a Unifei gera mais de 5.000 empregos e há um acréscimo de mais de R$ 163 milhões no PIB do país. Deste total de recursos movimentados, R$ 122 milhões são renda para os itajubenses. Demais cidades de Minas Gerais têm um acréscimo de R$ 28 milhões no PIB.

Em termos de renda, os setores mais beneficiados são os de imóveis, serviços, supermercados e outros comércios varejistas. E em termos de empregos, os que mais se beneficiam são os serviços domésticos, outros comércios varejistas e supermercados.

Os dados de impacto econômico podem ser desagregados em até 149 setores da economia e em termos de impactos em Itajubá, Minas Gerais e Brasil. Os efeitos foram calculados de forma desagregada para alunos, servidores e investimento/custeio.

Ficou interessado? Quer saber mais e em detalhes sobre como a UNIFEI afeta a economia da nossa cidade e estado? Entre em contato com Denarius pela nossa página do Facebook.

Nos encontramos novamente em breve para falarmos mais sobre economia e finanças.

Prof. Dr. André Luiz Medeiros

Prof. Dr. Moisés Diniz Vassallo

Prof. Dr. Victor Valério

DENARIUS – Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento em Educação Financeira

Instituto de Engenharia de Produção e Gestão (IEPG)

Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI).


Voltar



Anuncie   •   Assine o newsletter   •   Contribua com conteúdo   •   Fale conosco

© 2010 CONEXÃO ITAJUBÁ - Site desenvolvido por B2ML Sistemas utilizando o sistema de gerenciamento de conteúdos b2mlportal.