Rádio Panorama








EMPREENDA COM SUCESSO!









Neymar, Nem Bem: o Brasil cansou do menino candidato a ídolo.

11/06/2019

Por Prof. Ronaldo Abranches

Um fenômeno em campo. Essa foi à tônica do menino Neymar desde que surgiu no time do Santos vindo da categoria de base. Logo foi para o melhor clube do momento que era o Barcelona.

Um fenômeno em campo. Essa foi à tônica do menino Neymar desde que surgiu no time do Santos vindo da categoria de base. Logo foi para o melhor clube do momento que era o Barcelona. No topo do mundo do futebol , foi obrigado a dividir o protagonismo com o melhor do mundo em cinco oportunidades: o craque Messi.  O menino que entrou no foco da mídia mundial muito cedo parece que ficou incomodado  com essa divisão de atenção,  e atrapalhava seu principal objetivo de chegar a ser também o melhor do mundo. Com ele, o Brasil inteiro torcia e acreditava em  ter novamente um jogador  eleito no topo como melhor do mundo. Algo que ficava claro que isto era uma questão de tempo.

Mas as coisas começaram a sair do plumo principalmente fora de campo. Sua vida pessoal sendo compartilhada pelas redes sociais e ele sempre facilitando para que as polêmicas fossem produzidas. Na Copa do mundo de 2014 no Brasil, era a grande chance da consagração, mas ele não terminou jogando e o resto ninguém quer se lembrar.

Foi para a França tentar não ter divisão de protagonismo, mas acho que ai começou a decadência. Na Copa de 2018, saiu como o maior meme da copa. Ali ficou conhecido como Neymar cai cai.

Várias contusões começaram a acontecer. Fora de campo, muita badalação. Nem a recuperação de uma cirurgia o fez afastar do carnaval brasileiro. Na final do campeonato francês, mais uma surpresa em não conseguir o título e ainda de quebra agrediu um torcedor ainda no estádio. Agora seu nome aparece com a maior frequência em toda mídia mundial, mas na pagina policial. Mais uma contusão o afasta da copa América. Para muitos, um alivio em função das pressões e interferência no ambiente da seleção.

Enfim, parece que o sonho de ser mais um  brasileiro melhor do mundo vai se perdendo pelo caminho. Pelo caminho da vaidade, do poder econômico, da falta de profissionalismo e falta de responsabilidade com sua imagem e das empresas que pagam seus salários milionários. A verdade é que Neymar, nem bem. o Brasil cansou daquele menino candidato a ídolo.

Pelo menos essa é a minha opinião!

Ronaldo Abranches

Bacharel em administração, especialista em qualidade e produtividade; mestre em engenharia de produção e atualmente se especializando em psicopedagogia institucional. Sua coluna é "Crônicas do Professor Ronaldo".


Voltar



Anuncie   •   Assine o newsletter   •   Contribua com conteúdo   •   Fale conosco

© 2010 CONEXÃO ITAJUBÁ - Site desenvolvido por B2ML Sistemas utilizando o sistema de gerenciamento de conteúdos b2mlportal.