Rádio Conexão Itajubá








EMPREENDA COM SUCESSO!









Nos mares da Libertadores os brasileiros ficaram a ver navios com bandeira azul celeste no mastro, muito vinho portenho no porão e um sonoro ritmo de tango.

05/11/2018

Por Prof. Ronaldo Abranches

Ainda sensibilizado com os dois jogos da semifinal da Libertadores da América, onde ficaram dois clubes brasileiros e dois Argentinos, ao me preparar para escrever esta crônica, decidi escrever sobre a rivalidade e competição entre Brasil e Argentina e fui logo pensando em comentar sobre a superioridade Argentina, pois quando se fala em Copa Libertadores da América a impressão que temos é que eles estão sempre na frente.

Mas conforme mostra a regra da comunicação social, antes de postar, temos que confirmar. Confesso que tive surpresas ao conferir. Fiz um levantamento somente nos últimos dez anos: no quesito de número de finais de Libertadores disputados o Brasil ganhou da Argentina de 7 X 6. No quesito mais importante que o número de títulos, o Brasil venceu novamente de 5 X 4. Neste ano de 2018, ficaram para a semifinal os argentinos Boca Junior e River Plate, desclassificando o Palmeiras e Grêmio respectivamente, que não por acaso, são considerados os dois melhores times do Brasil. Na Argentina não podemos dizer o mesmo pois a colocação dos dois clubes Argentinos no campeonato nacional deles, o Boca Juniors está na sexta colocação enquanto o River Plate está na nona colocação. Mas este ano em que parecia que tinha tudo para ter uma final brasileira e já garantir um brasileiro no mundial, infelizmente nos mares da Libertadores deste ano, ficamos a ver navios cheios de vinho portenho, bandeira nas cores azul celeste no alto do mastro e com um sonoro ritmo de tango.

Pelo menos essa é a minha opinião!


Voltar



Anuncie   •   Assine o newsletter   •   Contribua com conteúdo   •   Fale conosco

© 2010 CONEXÃO ITAJUBÁ - Site desenvolvido por B2ML Sistemas utilizando o sistema de gerenciamento de conteúdos b2mlportal.