Rádio Conexão Itajubá









EMPREENDA COM SUCESSO!









Antes de exalar um cheirinho nada agradável, quem exalou foi o técnico

07/08/2017

Por Professor Ronaldo Abranches

O futebol profissional de alto nível é um esporte que exige muito aplicação técnica e estratégia de jogo. Embora ainda não concordo com os níveis salariais dos profissionais da elite do futebol, os técnicos são extremamente exigidos e a bomba sempre estoura em suas mãos.

O time do Flamengo no ano passado tinha um técnico considerado de ponta e as coisas não estavam dando certo. Com o problemas de saúde de Muricy, o Flamengo deixou interinamente o jovem Técnico da Base Zé Ricardo e as coisas começaram a dar certo. Mas em 2016 foram muitos os problemas que prejudicavam o desempenho em campo. O time era mais limitado e não tinha estádio para jogar e com isto se desgastava nas viagens e ainda tinha menos tempo para treinamento. Mas mesmo assim a torcida após muito tempo, sentiu um cheirinho de campeão, e embora este cheirinho logo se dissipou, o time conseguiu chegar a um honroso terceiro lugar no mais difícil e equilibrado campeonato do mundo.

Em 2017, o clube fez vários investimentos, qualificando o grupo e subindo consideravelmente a folha de pagamento, investiu 15 milhões em um estádio para mandar seus jogos e tinha tudo para ter um melhor rendimento em relação ao ano passado. Com isto, criou-se uma enorme expectativa de sua imensa e fanática torcida. Mas como futebol é uma caixinha de surpresas, o desempenho do time tem sido inferior no que tange a resultados. O aproveitamento no ano passado com o técnico Zé Ricardo foi de 63,8% terminando em 3º lugar. Já este ano o aproveitamento é de 50,9% e o clube encontra-se em 5º lugar. Situações inusitadas que pertencem ao emocionante mundo do futebol.

Ontem após o time perder em casa para o Vitoria que se encontra na zona de rebaixamento, o técnico foi demitido.

Como entender uma situação em que quando você melhora o nível do time cai de rendimento?

Parece que o ex-técnico soube muito bem evoluir na carência, mas não teve esta habilidade na abundância. Desta vez o cheirinho nem chegou a espalhar, mas o técnico até que enfim evaporou antes que tudo isto venha a exalar um cheirinho, que com certeza não seria nada agradável.

Pelo menos essa é a minha opinião!


Voltar



Anuncie   •   Assine o newsletter   •   Contribua com conteúdo   •   Fale conosco

© 2010 CONEXÃO ITAJUBÁ - Site desenvolvido por B2ML Sistemas utilizando o sistema de gerenciamento de conteúdos b2mlportal.